Continuidade de diálogo com a Reitoria apresentando questões estudantis.

Nesta quinta-feira o movimento resultante da chapa Reação 2012 se reuniu novamente com o Reitor da USP, João Grandino Rodas, para apresentar reivindicações de melhorias para nossa universidade. Além dos membros da Reação estiveram presentes a estudante de Música da ECA Bruna Bianchini apresentando questões do seu curso e nossos convidados, três estudantes do interior, membros de entidades representativas e de colegiados locais:

– Weslley “Finnin” Lino, estudante de Pedagogia em Ribeirão Preto, representando o CAFi (Centro Acadêmico da Filosofia, da FFCLRP), o DSERP (Diretório Setorial de Estudantes de Ribeirão Preto) e RD do Conselho Gestor daquele campus;
– Renan Mateus “Cacilds” Gomes, estudante de Economia Empresarial e Controladoria em Ribeirão Preto, representando o CAFCF (Centro Acadêmico Flaviana Condeixa Favaretto, da FEARP);
– Gabriel Salles “Gorfo” Barbério, pós-graduando em Odontologia de Bauru, atuando como presidente da Associação de Pós-Graduandos (APG) do campus mencionado e RD do CoPG.


Estudantes convidados pela Reação que participaram de nosso segundo encontro com o Reitor

Os pontos apresentados pela estudante da Música foram:

1 – Ampliação do número de vagas no curso, que devido à grande diversidade de habilitações não permite a criação de uma Orquestra de Sopros completa.
2 – Início da habilitação em Saxofone, e Contrabaixo.
3 – Reabertura dos Cursos de Extensão para alunos de fora da USP.
4 – Apoio as atividades da Orquestra, em concertos e ensaios, com a ajuda financeira para transporte, compra de materiais pertinentes como partituras e estantes de manutenção de instrumentos.

Os estudantes de Ribeirão Preto entregaram para o Reitor uma notificação oficial do DSERP listando as necessidades locais. Seus pontos principais foram:

1 – Criação de um espaço, administrado prioritariamente pelo DSERP e LAURP (Liga das Atléticas de Ribeirão Preto), para realização de eventos (culturais, acadêmicos, confraternizações, etc).
2 – Aumento na frota de circulares, a fim de eficientemente suprir a demanda nos horários de pico, como a início e término de aulas e horário das refeições.
3 – Reformar o Restaurante Central, a fim de melhor atender os alunos que reclamam de lotação, demora na fila e calor excessivo dentro do prédio.
4 – Melhoria na iluminação e segurança, com um plano mais condizente com a realidade do Campus, instalando mais pontos de luz, contratando mais guarda universitária e melhoria de seus equipamentos.
5 – Urgente contratação de professores para cursos com escassez, como exemplo Ciências da Informação e da Documentação e Educação Física.
6 – Projetos de aproximação por transportes entre os campi.
7 – Ampliação, reforma e construção de novos espaços esportivos.
8 – Ampliação e melhoria na UBAS, atual atendimento médico aos estudantes.
9 – Salas de aula e espaço para os Cursinhos Populares, como exemplos o PEIC (Projeto de Ensino Interdisciplinar Comunitário, o cursinho popular da FFCLRP) e o Cursinho da FEA.

O representante da APG de forma análoga apresentou uma notifição oficial da entidade por ele presidida, cujo ponto central foi a necessidade de auxílio por parte da USP para a realização de cursos extracurriculares em Bauru, que atualmente são oferecidos externamente de forma paga.


Integrantes da Reação entregam cópia da carta-programa da candidatura para o DCE-USP de 2012

Ao término, os membros da Reação entregaram uma cópia da carta-programa de nossa candidatura passada, na qual constante uma série de reivindicações de longa data do movimento estudantil apartidário da USP. Também relatamos a questão das deficiências da reforma do prédio da Letras em São Paulo, que semanas após a conclusão das obras evidenciaram problemas no revestimento do teto, gerando preocupação entre os estudantes do curso.

Estamos construindo um movimento estudantil baseado no diálogo, no respeito mútuo e na comunicação. Acreditamos que este é o caminho para termos as reivindicações estudantis atendidas. Não consentimos com vandalismos, violência ou greves desnecessárias. A Reação se coloca mais uma vez ao lado dos verdadeiros estudantes, buscando melhorias para a comunidade discente. Contamos com sua colaboração, se possui alguma reivindicação estudantil, entre em contato conosco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s